CiberGuia é um projeto colaborativo dos alunos para a criação de um dicionário de termos sobre a Internet. Sem usar linguagem muito técnica, com termos pouco conhecidos, o ciberguia ficará disponível em pdf para o público. O objetivo é promover o conhecimento, tornando-o o mais acessível possível para todos.

Webdocumentário. É um formato de narrativa multimídia utilizado na Internet. Suas principais características são a interatividade e a não linearidade. Surgiu na década de 1990, quando da popularização da Internet, mas ganhou maior destaque com o surgimento das redes sociais e dos projetos colaborativos na rede.

O webdocumentário segue alguns princípios do formato documentário. Pretende explanar com maior profundidade algum tema. Faz uso de uma diversidade de materiais para servir como provas, ou documentos, garantindo a credibilidade da apuração da informação.

Porém, diferentemente do documentário, o webdoc é interativo e não linear. Entende-se por interatividade a possibilidade que o usuário tem de interferir no conteúdo e na forma como a comunicação é transmitida. A audiência deixa de ser passiva e passa a influenciar o comportamento do produto. Um exemplo comum é o uso de câmeras 360º. O usuário tem a liberdade de girar para o lado que deseja e, dessa forma, tem a impressão de que está no ambiente.

A interatividade gera uma nova relação entre o produtor e o consumidor. Nos modelo tradicional de documentário, a audiência apenas recebe as informações, no formato que o diretor quer e com a visão que ele quer. Mas, ao fazer uso da interatividade, eles possuem menos controle sobre o que o usuário vai olhar, pois este escolhe o que quer ver e como deseja fazê-lo.

Além disso, a interatividade também envolve a construção participativa do conteúdo. Isso significa que o webdoc pode receber comentários, fotos e vídeos dos usuários. Em alguns projetos, o trabalho é feito de maneira totalmente colaborativa, cabendo aos produtores apenas construir a plataforma e a temática do webdoc.

Uma das principais consequências da interatividade é a não linearidade. Essa é outra característica fundamental do webdoc. Para entender o que é não linearidade, basta lembrar dos documentários tradicionais. Geralmente, são vídeos que possuem uma narrativa padrão: começo, meio e fim. É um texto, em seu pleno sentido, trazendo um problema na introdução, discorrendo sobre ele no meio e trazendo um resultado ou conclusão no final.  Ao usuário, cabe apenas acompanhar atentamente a discussão. Isso é linearidade.

A não linearidade se caracteriza pela diversidade de caminhos a seguir. É dado ao usuário a liberdade de escolher o que acessar, quando acessar e a forma como o fará. Os produtores do webdoc não controlam ou direcionam os interagentes. Apenas disponibilizam os conteúdos.

Essa característica é relacionada com a diversidade de mídias inseridas no webdoc. Ao invés de apenas ter um vídeo explicativo, o usuário vê diante de si a possibilidade de embarcar num emaranhado de formatos, como áudios, fotos e textos. Basta um clique para ele ver, por exemplo, o detalhe de um perfil de um entrevistado, talvez incluindo vídeos, fotos antigas ou apenas o áudio da conversa dele com os documentaristas.

O webdocumentário também é participativo. Isso quer dizer que vídeos, fotos e outras informações podem ser incluídas pelos próprios usuários, enriquecendo o material. O projeto Graffiti, produzido pelo Doctela. O mote é o mapeamento dos grafites na cidade de São Paulo.

Ele é colaborativo, pois depende dos usuários para conseguir mapear todos os exemplos de graffiti na cidade. Por meio do Google Maps, os colaboradores podem marcar a posição das pinturas. Além disso, vídeos curtos com entrevistas com grafiteiros são postados. Ele possui um caminho, pois são episódios, porém, cabe à audiência escolher o que ver e em que ordem.

Outro webdocumentário interessante é o Impaciente. Foi produzido na Colômbia e visa denunciar os problemas enfrentados pelos usuários do sistema público de saúde do país. Um game interativo faz com que o participante se sinta e perceba a burocracia e a demora para conseguir atendimento. Como ele mesmo diz na introdução, você deve tomar as melhores decisões e lembrar que nem todos os caminhos levam ao objetivo que seria ficar curado.

Apesar de ser no formato de game, o webdoc apresenta dados reais. A simulação ou encenação estão presentes em diversos documentários tradicionais ou em reportagens. Não compromete a garantia de verdade. A gamificação é uma técnica que vem ganhando espaço em muitos projetos de webdocumentário. Porém, o entretenimento é um meio para chegar a um fim: que é informar as pessoas.

Outro ponto característico do webdoc é a adaptação ao formato de Internet. Principalmente, no que se refere ao tempo de concentração dos internautas. Vídeos curtos são preferíveis aos longos. A interatividade também tem como intenção aumentar o período de permanência do usuário no site. Visto que o mundo virtual criou uma geração acelerada, é importante que os produtores pensem nessa questão na hora de projetar um webdocumentário.

Em suma, o webdocumentário é um formato expandido dos modelos televisivos e jornalísticos. Se caracteriza pela interatividade e por um projeto não linear. Os usuários podem ser colaboradores, enviando fotos e vídeos. Todos esses elementos são utilizados de forma apropriada, seguindo as diretrizes do jornalismo, que é apurar as informações, noticia-las e garantir sua credibilidade.

Sobre o aluno:

Alexandre Valério Ferreira. Graduado em Engenharia Elétrica pela UFC. Voltou para a mesma e esta cursando Jornalismo. Pretende se formar em 2018. Gosta de fotografar, escrever e assistir Friends. Nunca deixou de ler matérias sobre ciência, principalmente a respeito de Astronomia. Sonha em ser escritor profissional.

 

 

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s